Violência Doméstica da Cadeia

Violencia domestica da cadeia. Uma Lei chamada “Lei Maria da Penha”, que dá o direito de qualquer ser humano se defender contra maus tratos e violência doméstica, isso mesmo, não se enquadra apenas para mulheres, claro que em sua maioria as mulheres fazem mais uso dela do que os homens que por sua vez tem o dobro da força de uma mulher, força essa que deveria ser usada para nossa proteção, nosso consolo e hoje em dia na maioria das casas ocorre ao contrário, mulheres sendo brutalmente espancadas, perdendo sua dignidade e em vários casos sua própria vergonha, ganhando apenas medo depressão. A violencia domestica da cadeia, sancionada pelo ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006.

Violencia Domestica da Cadeia Sim!

violencia domestica da cadeiaHoje em dia existem vários casos de namorados que espancam suas namoradas, alguns chegam a cometer até mesmo crime passional. Mulheres vivendo reféns do medo, casais que não se desfazem por ameaças dos parceiros, homens covardes que se escondem atrás de violência. Há relatos todos os dias em todos os meios de comunicação do mundo desses acontecimentos horríveis que abalam uma sociedade. A geração de hoje tinha tudo para ser mais calma, mais amena, afinal a vida hoje em dia é mais fácil se comparada com antigamente, porém estamos na geração dos ciúmes doentio, da possessão, da vida conjugal violenta. A violencia domestica da cadeia é só fazer a denuncia.

Para Toda Violência Há Uma Lei

violencia domestica da cadeiaA lei citada acima foi criada para punir pessoas, especialmente homens que se dizem “os valentões”, uma forma de castigo para que isso não volte a acontecer e para proteger as vitimas cada dia mais. O nome dessa lei foi uma homenagem a Maria da Penha Maia Fernandes, vitima de violência e tortura por 23 anos de casamento, violências essas que teve duas tentativas de homicídio, na qual o marido tentou matá-la com arma de fogo e a deixou aleijada e a outra tentou afogá-la e eletrocutá-la, daí veio a coragem de denunciar o parceiro. A violencia domestica da cadeia desde que não sejamos omissos.

Violencia Domestica É Cadeia No Agressor

violência doméstica da cadeiaExistem hoje medidas protetivas para amparar as vitimas, às vezes muitas mulheres tem medo de denunciar e esses homens ficarem e parceiros ficarem mais violentos e mais agressivos, como no caso de Maria da Penha, atentar contra a vida delas, porém a ONU e os Direitos Humanos andam lado a lado para que essas leis sejam cumpridas e para que essas e muitas outras mulheres não se escondam no seu medo e tenham coragem para fazer da vida delas e do mundo um lugar melhor. A violencia domestica da cadeia, a lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006, e já no dia seguinte o primeiro agressor foi preso, no Rio de Janeiro, após tentar estrangular a ex-esposa. Por isso mulheres não façam como “Maria” não esperem tantas agressões e tantos anos para denunciar esses “machões” de plantão. Lugar de homem violento é na cadeia.

Violência Doméstica da Cadeia
Por Favor Avalie Esta Postagem

Gostou? Deixe O Seu Comentário Aqui!

2 Comentários

  1. miriam carvalho

    Hoje mesmo meu marido saiu as 18 hs e voltou meia noite me agrediu me humilhou falou coisas que nunca mais vou esquecer tenho vontade de acabar com a minha vida pois não trabalho dependo dele e ele diz que um dia saira da cadeia esse dia ele vai me buscar onde eu tiver o que faço se ele não me matar eu mesmo vou acabar com a minha vida pois não quero viver o resto da vida com medo …recentemente a 1 mes fiz uma cirurgia para retirar tumor perdi parte da orelha e levei dois socos dele que estou até com medo,alguem tem que denunciar por mim pois moro em chacara não saio nunca longe de tudo só eu sei o que passo ,normalmente ele é bom homem e bom pai mas quando bebe eu sou o slvo e é sempre nos sábados.
    Engraçado dizer mais tenho o curso sou detetive particular conheço um pouco da lei e não percebi as traiçoes que soube bem depois e sempre aconçelhei todo mundo e hoje vivo esse drama na pele já faz 7 anos e tenho medo das consequencias .O que fazer eu sei mas tenho medo de perder a guarda dos meus fihos pois nem me encostar como deficiente auditiva não consegui mesmo tendo perdido minha audição total esquerda e moderada a severa a direita.

    • Olá Miriam, entendo perfeitamente esse medo que você tem, já convivi e convivo com pessoas do mesmo caráter do seu marido em minha própria casa o que não vem ao caso no momento, pois no seu caso ele está te dando duas opções que a levam pro mesmo caminho, ou seja, “ou você morre pelas mãos dele ou você mesma se mata”, me desculpe mais em nenhuma dessas opções vejo sua felicidade, pelo o que me contou vive um drama parecido com o da Maria da Penha como escrevi em meu artigo e como ela, só você pode por fim a essa angústia e tortura, claro se não como denunciar aconselho que arrume provas suficientes para que alguém faça isso por você. Disse-me que é detetive então não será difícil, com provas nas mãos e um parente ou amigo para lhe ajudar estará com a faca e o queijo na mão para mudar sua vida e outra existem medidas protetivas que o impedem de chegar perto de você depois que ele sair da cadeia, olha vá por mim há homens que são isso tudo dentro de casa com suas mulheres mais lá fora o mundo é diferente viram cordeiros com as outras pessoas. Sei também que sua preocupação são os seus filhos, porém os filhos crescem e vão embora e quem continuará no inferno é você, se sustentar hoje em dia não é tão difícil, quem sabe se você não tentar alavancar sua vida mudando de cidade, por exemplo, indo para uma com mais oportunidades e emprego e moradia, tenho certeza que você tem uma família que irá apoiá-la, porém depende muito de você ter coragem e vontade de viver, olhe para o mundo aqui fora quanta coisa muitas mulheres como você não perdem pelo medo que as consome, espero ter lhe dado o mínimo de animo e espero também ter noticias suas… Kamila Novais

Muito Obrigada Por Participar